sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Como a doutrina espírita procura explicar as grandes catástrofes como os terremotos ocorridos recentemente no Japão?


Tudo na criação divina deve evoluir. E com os orbes não são diferentes. Nosso planeta deve evoluir também, passando de um mundo de provas e expiações para um mundo de regeneração.





No “livro dos espíritos”, na questão 737, que versa sobre a Lei da destruição, entendemos que estes incidentes servem para a progressão mais rápida dos espíritos. Realizando em alguns anos, crescimento que exigira muitos séculos.

No livro “O Consolador” na questão 88, entendemos que os terremotos não são simples acasos da natureza. Nada acontece ao acaso ou ao bel prazer de nosso pai maior. Tudo na criação existe para um motivo específico. Os terremotos ou outros cataclismos naturais são instrumentos de depurações coletivas. 


Nestes momentos, espíritos com débitos similares ou comparsas em delitos comuns, são intuídos pela espiritualidade maior a comparecerem no momento e locais apropriados a tal acontecimento, para poderem saldar suas dívidas do passado.


Mesmo tendo em mente que são as leis divinas da justiça, compensação e carma que estão em ação, incidentes deste tipo proporcionam grandes comoções. E cabe a colocarmo-nos a disposição dos necessitados para auxiliá-los na superação destas provas. 


Cesar Augusto Camargo

Nenhum comentário:

Postar um comentário