segunda-feira, 13 de maio de 2013


Sustentabilidade: Você é um cidadão sustentável?





Vamos conversar hoje sobre o tema “Sustentabilidade". 

Analisemos o que significa a palavra sustentável. Esta palavra provém do latim "sustentare", que significa sustentar; defender; favorecer, apoiar; conservar, cuidar. 

O termo sustentabilidade começou a tomar a sua forma atual, na conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente, realizada em Estocolmo na Suécia em 1972. Ao qual chamou atenção aos assuntos como degradação ambiental e a poluição.

Em poucas palavras, sustentabilidade é o ato de suprir as necessidades das gerações presentes sem afetar a possibilidade das gerações futuras de suprir as suas. Ou seja, devemos nos preocupar não só com nossas necessidades, mas com as necessidades de nossos filhos, nossos netos e bisnetos.






No livro dos espíritos, escrito a mais de 150 anos atrás, na resposta da pergunta 705, nós encontramos o seguinte: “A terra é uma excelente mãe, (...) produziria sempre o necessário, se com o necessário soubesse o homem se contentar.” 

Então se há na Terra tudo que precisamos, porquê chegamos a este nível de preocupação? A Terra já não produz o bastante para satisfazer o homem?

Hoje, em nossa sociedade de consumo, nenhum de nós se contenta com apenas o necessário. As publicidades nos impulsionam a desejar bens materiais supérfluos que irão satisfazer nossa imagem perante nosso semelhante. Um carro mais bonito, um celular último modelo, uma roupa de marca. Mas devemos lembrar que para a construção de muitos destes itens, as fábricas e montadoras utilizam-se de recursos naturais não renováveis. Tais como o petróleo, para confecção de borracha e combustíveis.

Meus amigos, será que tudo isso não é o nosso orgulho e o materialismo falando mais alto? Vale apena lembrarmo-nos da questão 799 do livro dos espíritos,quando Kardec pergunta “de que maneira pode o Espiritismo contribuir para o progresso?”,a resposta é taxativa: “Destruindo o materialismo, que é uma das chagas da sociedade.(...)”

Existe uma pequena história que gostaria de contar: Certo dia, em uma floresta distante, ocorreu um incêndio de enormes conseqüências. Muitos animaizinhos estavam perdendo suas casas. Casa que foi passada de pai para filho, de geração a geração. No limite da floresta, muitos deles choravam abraçados, lamentando as suas perdas. Mas ali próximo, perceberam uma andorinha que voava até o lago, enchia o pequeno bico com água e volta correndo até seu ninho em chamas, e derramava sobre ele a água que trazia. E ela parecia incansável, repetindo esta manobra várias vezes. Os outros animais, observando aquela cena, disseram a andorinha: “Você tá doida, não ta vendo que este pouquinho de água não vai apagar este incêndio enorme”. Ela apenas respondeu. “Pelo menos estou fazendo minha parte”.

E nós? Estamos fazendo nossa parte para salvar esta nossa casa chamada terra?

Lembremos de Jesus quando nos ensinou o maior do mandamento: “Amemos a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos”. Assim, quando falamos que devemos nos preocupar em suprir as necessidades das gerações futuras, de nossos filhos, nossos netos e bisnetos, não devemos esquecer que renasceremos muitas vezes ainda neste planeta, então também estaremos suprindo o nosso futuro. 

E para que isso aconteça, existem atos simples que podemos adotar para fazermos nossa parte nesta reeducação global:

- não deixando a torneira ligada ao fazer a barba, lavar o rosto ou escovar os dentes.

- Reutilize a água usada na lavagem de roupas para a limpeza de calçadas, de quintais ou mesmo para lavar seu carro.

-Use toalhas para secar o seu rosto e mãos ao invés de lenços de papel que são descartáveis. Além disso, pendure suas toalhas para secar, para que possam ser reutilizadas várias vezes.

-Compre bebidas em garrafas reutilizáveis, ao invés de porções únicas em embalagens descartáveis.

-Ao sair de casa, não se esqueça de desligar todas as luzes e aparelhos eletrônicos; desligue também carregadores pois estes continuam a consumir mesmo se não estiverem mais carregando. Poupar energia ajuda a reduzir a poluição do ar.

- Ao invés de dirigir, tente andar de bicicleta, caminhar, pegar carona, usar transportes públicos etc.

- Usar uma caneca lavável é uma alternativa ecológica aos copos plásticos ou isopores não-biodegradáveis.

-Quando precisar de folhas para rascunho, use o verso daqueles documentos antigos que você não precisará mais.

-Se não existir um sistema de reciclagem no escritório, inicie um! Reciclagem de lixo contribui efetivamente para a redução de emissões de carbono.

-Quando for imprimir, imprima frente e verso.

-Reduza as emissões de carbono do seu escritório, formatando computadores, monitores, impressoras, copiadoras, alto-falantes e outros equipamentos no seu modo econômico e desligando-os ao final do dia.

-Se você está em busca de algo para personalizar o seu escritório, escolha plantas de interior. Essas plantas são boas para o ambiente, pois removem poluentes presentes no ar.

-Nos dias de calor, experimente abrir as janelas e usar roupas leves ao invés de ligar o ar-condicionado.

-Não coloque lâmpadas ou televisores perto do seu ar-condicionado, uma vez que este irá identificar o calor proveniente desses aparelhos e, por isso, trabalhará mais tempo que necessário.

-Quando cozinhar, faça com que o tamanho da panela corresponda ao tamanho da boca do fogão, assim reduzirá o gasto energético.

São atitudes simples como estas, que permitirá que nossa mãe terra tenha um momento de descanso.

Um grande abraço.

Cesar Camargo

Um comentário:

  1. Amigo, e muito interessante o artigo, tomara que as pessoas tenham paciencia para ler e poder fazer algo para ajudar ao nosso planeta viva mais saudavel e fazer a nossa parte, obrigado pelo aviso...
    Ruperto

    ResponderExcluir